DOMÍNIO DOS RELIGIOSOS NAS RÁDIOS DE JOÃO PESSOA

Na capital da Paraíba, os evangélicos são donos de várias rádios AM e FM. Os católicos perdem nessa disputa pela dominação radiofônica. Vejam só a aberração: a única rádio dita comunitária existente em João Pessoa, a Cruz das Armas FM, transmite no domingo, de 7 às 9 horas, a missa católica, e de 9 à meia noite programas de evangélicos, dessas igrejas “pegue-pague”. Quer dizer, aluga o domingo inteiro a programação para religiosos. Enquanto isso, verdadeiras rádios comunitárias lutam para obter a licença de funcionamento, e muitas já foram fechadas e tiveram seus equipamentos apreendidos, como foi o caso da Rádio Comunitária Diversidade FM, do bairro Jardim Veneza.

(E-mail de José Vasconcelos Sobrinho)

3 respostas para DOMÍNIO DOS RELIGIOSOS NAS RÁDIOS DE JOÃO PESSOA

  1. Aylde disse:

    Não consegui ler esse artigo e ficar sem falar alguma coisa.
    Hoje sou evangélica.Se as rádios comunitárias não estão no ar,
    deve ter alguma documentação faltando.Pq o evangélico é perseguido,
    Não tem proteção de ninguém, apenas porque queremos mostrar o caminho JESUS.
    O único caminho para o céu.
    E tocamos hinos em louvores ao criador e alivio para corações amargurados aflitos.
    Enquanto as músicas mundanas são imorais.O foco principal é cama.As crianças cantam e dançam sem saber o verdadeiro sentido.
    Todos sabem que se a população fosse evangélica o mundo seria bem melhor.As cadeias não estariam cheias de gente. E outra coisa, os evangélicos devolvem o dizimo, que é bíblico.Só isso, casamento é de graça, culto é de graça. Não tem
    cursinhos pagos, missa de sétimo dia nem trigésimo dia pagas. É bom pesquisar antes de falar o que não se tem certeza.

  2. Olá, apresento o site http://www.filhadaluz.com.br, conheçam esta linda historia e ouçam musicas ineditas. divulguem por favor
    Obrigada Tel-79 99872073

  3. mainer disse:

    Ola boa tarde , em respeito às radcom que a Jose Vasconcelos diz que somente evangélicos tem mais rádios em vosso nome , esta redondamente enganado eu sei que a mais rádios dito católicas do que evangélicas , não sou nada contra evangélicos ou católicos , só estou afirmando que sei e conheço o poderio das igrejas católicas em radcom que entram em cadeia com outras rádios para transmitir outros programas de padres ditos “famosos” de outras capitais para interior sendo que a Anatel nada faz será por medo ou receio de alguma coisa , pois bem só para confirmar ae em anexo um documento que pode provar o que estou dizendo>>

    Pelo menos uma de cada 20 emissoras existentes no Brasil pertence à Igreja Católica, que continua crescendo neste segmento. A RCR (Rede Católica de Rádios) reúne 215 concessões de rádios FM, AM, ondas curtas e ondas tropicais.
    O número corresponde a 5% do total de rádios em funcionamento no país (4.546), de acordo com os dados oficiais da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).
    O poder dos católicos nesse segmento não tem paralelo nas outras igrejas. Grande parte das concessões de rádio da Igreja Católica foi dada pelo governo nas décadas de 50 e 60, para incentivar projetos de educação à distância, o que explica a existência de 18 rádios com o nome de Educadora.
    Ela ocupa também espaço entre as rádios comunitárias. Criou a Ancarc (Associação Nacional Católica de Rádios Comunitárias) que orienta grupos de católicos no encaminhamento dos pedidos ao Ministério das Comunicações. Segundo o presidente da entidade, padre José Donizetti do Amaral, as emissoras ligadas à igreja somam 1.200, o que representa 43% do total de 2.792 rádios comunitárias autorizadas. O padre Antonio Pinelli, presidente da Unda Brasil, que coordena as emissoras católicas comerciais, diz que “”o rádio é o meio de comunicação mais rápido e objetivo, porque não é preciso parar o que se está fazendo para ouvi-lo”. Segundo Pinelli, as rádios católicas continuam em expansão. Ele calcula que haja pelo menos mais 30, de concessões recentes outorgadas pelo governo, que estão no ar, mas ainda não fazem parte da RCR.
    A migração das emissoras de rádio da tecnologia analógica para a digital é vista como um grande desafio para a igreja, em razão dos custos. Pinelli calcula que o custo, por emissora, será de, no mínimo, R$ 150 mil, o que implicaria um gasto total superior a R$ 30 milhões.
    As rádios comerciais da igreja são registradas em nome de padres e bispos. É o caso da rádio Voz do Vale, em Fartura (SP), que está em nome dos padres José Aparecido Hergesse e Osman Procópio da Silva. O pároco de Fartura, José Sérgio Lima, administrador da rádio, veta músicas que considera “”profanas”. Ele diz que a rádio depende financeiramente da publicidade, mas só aceita anúncios que não conflitem com a igreja.
    Anúncio de preservativo, por exemplo, são vetados.

    Bem sem mais a declarar fica registrado este documento enquanto muitos tentam ajudar a comunidade como um todo , tem gente brincando de fazer radio comunitária, escondido atrás de dogmas e tudo o mais …..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: