Justiça garante funcionamento de rádio comunitária no Pará

A rádio comunitária Alternativa FM, da Associação Cultural Educativa de Radiofusão Digital de Sapiranga, recebeu autorização de funcionamento da 4ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) da Quarta Região. A emissora aguardava liberação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mas como o processo encontrava-se parado, a Abdo Advogados, de Novo Hamburgo, responsável pela ação, conseguiu a autorização, em caráter liminar, até que a licença seja concedida.
O advogado Vicente Fleck esclarece que todos os processos, sejam judiciais ou administrativos, devem ter tempo de duração razoável, “além de serem assegurados meios que garantam a celeridade de sua tramitação”. O TRF entendeu que o procedimento adotado, especialmente pela Anatel, viola este princípio, uma vez que pode levar anos até que uma rádio consiga a autorização para funcionar. Desta forma, foi assegurado o direito ao funcionamento da rádio.
A União Federal e a Anatel ainda podem recorrer ao Superior Tribunal de Justiça e ao Supremo Tribunal Federal, porém, a rádio permanecerá funcionando até que saia a decisão final do processo. “Ainda cabe ressaltar que, no presente caso, a decisão do processo judicial poderá sair antes da decisão administrativa, demonstrando o grande descaso com o qual a administração pública federal tem tratado as rádios comunitárias”, enfatiza Fleck.

Luiz Cunha
Sindicato dos Radialistas do Pará

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: